Volta da capital

Voltei de Sampa agora…

Parti daqui do interior exatamente meia-noite num ônibus leito (ou seria ônibus de leito?) que é extremamente confortável… Eu que tenho uma insônia desgraçada, apaguei na hora que sentei, acho que preciso de um desses para usar como quarto.

Chegamos no Terminal Rodoviário da Barra Funda. O lugar até que é melhor do que eu pensei que seria, embora houvesse muita, mas muita gente mesmo. Do terminal fomos de metrô até a 25 de Março, onde nem ficamos tanto tempo, já que logo descemos também de metrô para o Consulado Estadunidense.

O consulado é um assunto à parte, pois ficamos entre cinco e seis horas no lugar, passamos por – no mínimo – cinco filas e enfrentamos outros desses problemas comuns. Já me disseram que o povo de lá trata mal as pessoas que querem um visto, mas não é bem assim, eles simplesmente não nos tratam… Se você não tentar aparecer eles nem vão notar que você existe.

Da embaixada voltamos para a Barra Funda onde almoçamos e voltamos para casa, onde cheguei à algumas horas e estou escrevendo esse post.

Previsões de Sampa

Sexta-feira eu farei uma viagem para a cidade de São Paulo. A missão dessa jornada é conseguir um visto para entrar nos Estados Unidos.

Mas como eu já visitei a capital de SP algumas vezes, posso fazer uma previsão de como será esse agitado dia na cidade. A margem de erro de meu “momento vidente” é de cinco porcento para mais ou para menos. Tal margem pode aumentar, mas realmente espero que isso não aconteça.

Chegaremos em torno das seis horas da manhã em uma das rodoviárias da cidade. Por lá tomaremos um saudável café da manhã de pastéis de óleo sanduíches naturais.

Saindo do local, teremos que fazer uma certa jornada nos meios-de-transporte coletivos da cidade, será praticamente um “city tour” sem guia turístico e sem passar pelo principal ponto turístico da cidade, o Pacaembu em dia de jogo do timão.

Chegaremos no Morumbi (não o estádio, já que vocês devem ter percebido que eu sou Corinthians). Do Morumbi procuraremos o tal consulado dos EUA, que fica por perto. Daí em diante serão algumas horas nas filas da embaixada*.

Depois de sairmos da embaixada, talvez passemos em algum dos shoppings lá do Morumbi, ou então voltaremos para o centro, mais especificamente na 25 de Março.

E depois voltaremos para a rodoviária, passar mais seis horinhas de viagem no confortável ônibus.

Provavelmente eu estarei isolado da internet nesse dia, então, no sábado provavelmente eu confirme as minhas previsões para vocês.

Continue lendo

Imagem e conteúdo

Quando pensei em criar um blog, a primeira idéia que meio à cabeça era a de montar uma seleção de imagens de vez em quando.

Cada uma das seleções de imagens terá um tema específico, esse que você está lendo será sobre imagens que levam um conteúdo, algumas vezes com mais conteúdo do que beleza e outras com mais beleza do que conteúdo.

5) Canal do Panamá

Canal do panamá

Em quinto colocado da lista de imagens está o Canal do Panamá, que apesar de ser importante para o transporte de cargas, não leva nenhuma mensagem interessante para o site.

A figura está aqui pois eu acharia interessante atravessar um continente por uma pequena rede hidrográfica, podendo ver um país inteiro ao seu lado.

Talvez isso que eu disse para você seja extremamente bobo, mas para quem nunca visitou nem a eclusa de Barra Bonita – SP passa a ser um sonho de criança.

Fontes: Google e Aulas de Geografia quando pequeno.

4) Centralia

Centralia

Enquanto eu navegava no Google Earth pelos EUA, me deparei com uma cidade muito pequena na Pensilvânia. A primeira vista parecia um local pacato e com clima e solo semelhantes ao sertão nordestino do Brasil.

Alguns dias depois entrei na comunidade do Google Earth no Orkut e me deparei com um post feito apenas para essa cidade, foi aí que descobri algumas coisas interessantes sobre a cidade… Mas achei a explicação de lá sem alguns detalhes, decidi então investigar no Google o que havia naquele lugar, com a ajuda de alguns blogs encontrados na busca e de alguns fórums on-line, consegui as seguintes informações (como as notícias foram tiradas um pouco de cada site, clique aqui para ler todas):

  • A cidade começou a crescer graças à uma mina de carvão encontrada nos subterrâneos da cidade.
  • Em 1962 a mina de carvão começou a pegar fogo, sem sabermos até hoje o verdadeiro motivo.
  • Após algumas tentativas de acabar com o incêndio fracassarem, decidiram deixar o fogo apagar por si próprio. O problema é que o fogo foi aumentando cada vez mais ao invés de diminuir como o esperado.
  • Até hoje os subterrâneos da cidade permanecem queimando.

Fontes: Google novamente e Panoramio.

3) Kilimanjaro

Neve na África

A maior parte das pessoas já devem conhecer esse lugar, mas para quem ainda não sabe: você arriscaria um palpite de que lugar do planeta fica esse monte com bastante neve em cima? Na África!

É isso mesmo, um dos lugares mais altos do mundo fica na África e com neves eternas em seu topo. Como o monte se localiza no meio das savanas da Tanzânia, a paisagem torna-se maravilhosa misturando um clima quente e de vegetações quase desérticas com um monte frio no meio.

Essa é a maior montanha africana, perdendo no mundo inteiro para o Everest (Ásia), Aconcágua (América do Sul) e Monte McKinley (América do Norte).

Fontes: Wikipédia

2) Lago Tanganika/Rio Ruzizi

Lago Tanganika

Não, essa foto não foi colocada por engano, pois por mais incrível que pareça esse lugar não é uma barraca de praia, daquelas extremamente comuns no litoral brasileiro.

Esse lugar nada mais é do que a parte do Lago Tanganica que se encontra no país do Burundi, na África. A foto foi tirada perto da divisa entre o lago com o Rio Ruzizi.

A primeira vez que vi esse lugar foi em um filme estadunidense chamado “Primeval” e que foi traduzido corretamente – algo raro de se acontecer – para português como “Primitivo”. Recomendo que todos assistam o filme, tem uma história baseada em fatos reais e um enredo atraente.

O filme fala sobre a história de um animalzinho dócil que habita a região, conhecido como Crocodilo Gustave, pertencente à espécie de crocodilos-do-Nilo. Recebeu apelido, filme e tudo mais por ter um hábito curioso e raro…

Tal hábito é o de comer carne humana, ele sozinho matou centenas de pessoas que estavam nas margens do lago e do rio… Se você não quer saber o final do filme dito anteriormente basta não ler o final desse parágrafo, pulando agora mesmo para o próximo, pois o crocodilo está vivo até hoje, ninguém o capturou e nem o matou!

Algumas informações interessantes: ele pesa 907 quilos e estima-se que ele tem entre 6,50 e 7,50 metros.

Fontes: Google, National Geographic, BBC News Africa e filme “Primitivo”.

1) Aceh

Indonésia

Estes números te lembram algo:

  • Tremor de 9,3 graus.
  • Cerca de 220.000 desaparecidos.
  • Pelo menos 14 países tiveram uma pessoa morta confirmada.
  • Pelo menos 5 países tiveram mais de cem mortes confirmadas.

Se você se lembrou do tsunami de 26 de Dezembro de 2004, está certo. Aí está uma foto de Aceh, província da Indonésia e principal região afetada pelo tremor.

A grande estréia

Fazem mais ou menos duas semanas que estou juntando idéias para enfim criar esse blog. E pelo que tenho em mente, o site falará sobre os mais diversos assuntos, de forma que eu passe as informações (úteis ou não) para vocês com bastante humor. Esse pensamento está sujeito à alterações, mas se tudo correr bem, isso não acontecerá.

Dentre os mais diversos assuntos que falarei no blog já tenho alguns formulados, como por exemplo os posts sobre viagens, esportes, filmes, séries, etc… Em todos estarei tentando conciliar humor e informação de uma forma “saudável” para o leitor.

Mas para que o blog fique do jeito que vocês querem, contarei com seus comentários nos posts, com suas mensagens no twitter e com seus e-mails (chavedeouro.blog@gmail). Mandem sugestões, dúvidas ou críticas que responderei com o maior prazer.

Nos próximos dias o blog estará iniciando a todo vapor.

Obrigado pela visita e volte sempre!

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.